RescueCD SJW edition

De Área31 Hackerspace
Revisão de 19h29min de 14 de setembro de 2018 por Coffnix (discussão | contribs)
Responsável:
* Raphael Bastos


Objetivo

Empoderar o universo trans/afro/feminino para o uso de rescueCD Linux sem opressão machista do patriarcado hétero normativo.

Pense global e haja local

  • Substitua seu /home por /muié (para corrigir os séculos de machismo no Linux)
  • Renomeie o usuário root para ruth (por mais mulheres na tecnologia)
  • Crie alias para que o comando man se torne woman (alias woman=man)
  • Crie alias para que o comando kill se torne pleasestopprocess (alias pleasestopprocess=kill)
  • Modifique seu kernel para que o termo blacklist dos modulos se torne niggalist (pois Linus Torvalds é racista)
  • Crie alias para que o comando python se torne pussy (pois cobra é machista)
  • Renomeie tudo em todos os projetos que tenham master/slave para primary/replica (pois escravo é um termo ofensivo)
  • Nunca compre nada ARM pois é da direita opressora, sempre opte por DISARM (pois armas matam)
  • Crie alias para que o comando vi se torne emacs (pela inclusão social)
  • Crie um link simbólico de /bin para /gnu e dê unset PATH (para homenagear nosso mestre stallman, forçando todos a sempre digitarem /gnu/comando)
  • Crie alias para que o comando cat se torne dog (pelo fim da opressão aos animaizinhos caninos fofinhos)
  • Crie alias para que o comando screen se torne sunscreen (para promover o vídeo do Pedro Bial sobre filtro solar)
  • Crie alias para que o comando wipe se torne dirt (pois limpeza é coisa da direita opressora, esquerda gosta de sujeira mesmo)